Falta pouco, muito pouco, mas ainda falta muito.

A partir das 16h30m deste Sábado, no Castelão, a bola rolará para a partida mais importante do ano. Sampaio e Volta Redonda fazem o duelo que complementa os 180 minutos eliminatórios. Tricolor inicia a partida classificado para a Série B 2018, defendendo a vantagem do 1×0 conquistado no interior fluminense no último Sábado.

No post de ontem já destacávamos fatores importantes sobre o cotejo que se avizinha, dentre os quais destaca-se: NÃO SE TRATA DE JOGO FESTIVO! Essa lembrança é fundamental quando se acompanha pelos noticiários que o público presente no Gigante do Outeiro deve superar os 30 mil, número bastante superior à média do Tubarão na competição (5.108 pagantes). É importante informar que dos 9 jogos realizados como mandante em 3 o Sampaio encerrou a partida com resultados que impediriam o acesso (Botafogo, 2 a 3; CSA, 0 a 2; Moto Club, 0 a 1).

Superada essa constatação que, por força do melhor jornalismo, fomos obrigados a lembrar, passamos a tratar do jogo em si, em que o Sampaio deve apresentar apenas uma alteração em comparação com o jogo passado: Diego Silva retorna de suspensão no lugar de Valderrama. Desta feita, os jogadores que posarão para as fotos pré jogo devem ser: Alex Alves; Pedro, Odair, Maracás, Esquerdinha; Zaquel, Diego Silva, Fernando Sobral; Felipe Marques, Hiltinho e Isaac.

Certamente Francisco Diá tentará aprimorar a marcação que deu tão certo em Volta Redonda, especialmente com os laterais superando os ponteiros adversários e com a excelente marcação individualizada de Zaquel sobre Marcelo. Tendo a vantagem em suas mãos desde o início da partida, o Sampaio poderá executar sua melhor estratégia, o contra-ataque, desde o início da partida, aproveitando a velocidade de Felipe Marques e Hiltinho.

Logicamente o Voltaço buscará apresentar armas que alterem o domínio tático do Sampaio. Porém, o técnico Felipe Surian parece ter assistido a uma partida completamente diferente daquela que foi transmitida para todo país: em entrevistas durante a semana, afirmou “que o Volta Redonda foi seguro durante os 90 minutos” e asseverou que “não há favoritismo para o confronto de retorno”. Aqui é de bom tom destacar que o time Aurinegro conquistou apenas 22% dos pontos que disputou longe do Raulino de Oliveira.

Cinco anos atrás, nesta mesma data, Sampaio e Mixto empatavam no Castelão e com este resultado o Tubarão ascendia à Série C. A expectativa é de que esta efeméride inspire o esquadrão do Tricolor de Aço. Do público, que deve superar a casa dos 35 mil pagantes, se espera apoio incondicional durante os 90 minutos.

Vamos subir, Paiô!!!