* Por Rafael Bayma

Alex Alves – 10. A maior atuação dos últimos tempos de um goleiro no Castelão: Uma grande intervenção no início do 1o tempo. No lance do gol, ainda encostou na bola, numa finalização muito próxima. No 2o tempo foram 3 defesas absurdamente difíceis que garantiram a igualdade no placar. Pra coroar, um espetacular passe na reposição que originou o contra ataque do gol da vitória. Espetacular.
Pedro – 6. Alguns vacilos atrás, compensados por muita presença ofensiva. Por pouco não fez um golaço. Foi expulso por ter que cobrir descuidos de todo setor defensivo.
Odair – 4,5. Demonstrou insegurança como não tinha apresentado antes.
Maracás – 8,5. Muito competente atrás, mostrou outra vez o faro artilheiro e abriu o placar pegando rebote.
Esquerdinha – 8. Seguro atrás, deu muita opção na frente. Lutou bastante, sendo fundamental para segurar a vitória nos minutos finais.
Zaquel – 5. No seu único vacilo, deu o gol para o CSA. Incumbido de marcar homem a homem Tito, inexplicavelmente deu um passo a frente, abrindo gigantesco espaço pro camisa 10 invadir a área e finalizar.
Valderrama – 7,5. Muito bem no combate, raça de sempre e quase um golaço.
Marlon – 7. Apareceu constantemente dando grande opção para tabelinhas.
Hiltinho – 6,5. Errou alguns passes, novamente sofreu com a falta de movimentação do ataque, ainda assim deixou Isac na cara do gol, lance perdido pelo 9 dentro da pequena área. Vinha melhor no 2o tempo até ser substituído.
Felipe Marques – 6. Post de sexta feira, do nosso amigo Raposo, deve ter secado o rapaz. Foi infeliz na maioria de suas escolhas hoje.
Isac – 8. Inteligentemente saia da área para abrir espaço para infiltrações pelo meio. Perdeu gol dentro da pequena área, contudo, se redimiu ao contribuir destacadamente no lance do belíssimo gol da vitória.

Reservas:
Fernando Sobral – 6,5. Manteve o nível de Valderrama, com mais fôlego.
Gian – 6. Fez bem o papel de recompor o setor defensivo após expulsão de Pedro.
Reginaldo Júnior – 8. Autor da finalização da vitória, já havia tentado anteriormente sem sucesso. Teve boa movimentação e à ele o Sampaio deve creditar 4 pontos nesta série C.

Tecnico Francisco Diá (Romildo) – 8. Sampaio dominou os primeiros 30 minutos de jogo. Fez um gol, poderia ter ampliado. Sofreu gol em falha específica. Teve um jogador a menos e ainda assim soube lidar muito bem com a adversidade. Segundo jogo que o Sampaio ganha em São Luís com um jogador a menos durante o segundo tempo

Deixe uma resposta