A fraca campanha que o Moto Club vem realizando nesta série C do Brasileiro tem como um dos  principais motivos a falta de atenção nos últimos minutos das partidas, momentos em que o time deixou escapar vitórias e empates que estão custando caro ao Rubro-Negro.

Não fossem os descuidos defensivos no crepúsculo das partidas, o Moto Club teria 6, isso mesmo, SEIS, pontos a mais na Tábua de Classificação, o que o tornaria pretendente a uma das vagas no G4. Isto aplicando uma matemática simples, em que sequer considera-se os pontos que seriam retirados dos adversários. Veja:

O último jogo em casa, contra o líder CSA, foi mais um frustrante empate, com maia um gol sofrido nos acréscimos, aos 47 do segundo tempo. Vale algum desconto para esta partida, especificamente, ja que o rubro negro atuou praticamente a segunda etapa inteira com um jogador a menos devido a expulsão, injusta, de Diego Renan.

Além desta última rodada, se somarmos os jogos da 12ª rodada, um empate em 1×1 contra o Confiança onde tomou o gol aos 46 do segundo tempo, o confronto da sétima, em que sofreu a virada contra o Remo também aos 46 da segunda etapa e o da quarta rodada, quando o gol da derrota contra o CSA em Alagoas veio no apagar das luzes, aos 49 do segundo, são seis pontos jogados fora; pontos estes que deixariam o Papão do Norte numa confortável posição no G4 com 19 pontos, lutando, por que não, por um acesso à série B.

Essa falta de atenção sistemática da equipe dentro de campo, certamente é decorrente da situação alarmante que o clube vive fora das quatro linhas, com três meses de salários atrasados. Ainda que o elenco mostre muita vontade em campo mesmo neste  momento conturbado, não podemos negar que estes atrasos afetam o desempenho do time, afinal, jogador também é um trabalhador e como tal, precisa de seu sustento, ainda mais nestes tempos temerários que vivemos.

GOLS SOFRIDOS PELO MOTO CLUB NOS ACRÉSCIMOS

  • 4ª rodada: CSA 2 X 1 MOTO – 2º gol do CSA aos 49′ do 2º tempo

  • 7ª rodada: REMO 3 X 2 MOTO – 3º gol do Remo aos 46′ do 2º tempo

  • 12ª rodada: CONFIANÇA 1 X 1 MOTO – Gol de empate do Confiança aos 46′ do 2º tempo

  • 13ª rodada: MOTO 1 X 1 CSA – Gol de Empate do CSA aos 47′ do 2º tempo

Outro fator importante, especialmente nos jogos em casa, é o pouco apoio que a outrora fiel torcida Rubro-Negra vem dando à equipe. Na última partida, contra o CSA, mesmo com a promoção em que menores de 18 anos não pagaram entrada, vimos o pior público do Moto no campeonato, decepcionante principalmente por se tratar de um momento onde o time mais precisa que sua torcida jogue junto.

Restam cinco rodadas e por mais que a situação financeira seja mais um complicador, é preciso jogar com a mesma vontade que vem apresentando nas últimas partidas, portanto é fundamental que o time mantenha a atenção até o juiz apitar o fim da peleja bem como conte com o apoio incondicional de seus torcedores nesta hora que o clube mais necessita.

Esta é a única receita possível para o Papão do Norte poder vislumbrar um fim de Campeonato Brasileiro mais tranquilo e sereno.

Deixe uma resposta