MARANHÃO ATLÉTICO

* Por George Raposo

Rodrigo Ramos – 5,5. Duas boas defesas, não teve culpa nos gols do Operário.

Romulo Ferreira – 1,5. Entregou a partida em 45 minutos.

Ramon – 2. Dois gols saíram pelo setor dele, com direito a um drible infantil no segundo.

Yuri – 3. Atrasado no terceiro gol do adversário, hesitante em toda partida.

Chico Bala – 2,5. Perdeu um gol no começo do segundo tempo. Levou uma bolas nas costas no terceiro gol.

Sandro 3. Péssimo na cobertura, sua principal qualidade. Lento pra saída de bola.

Claison – 2,5. Nulo, saiu no intervalo.

Curuca – 4. Escalado com a 10 e jogando como dez. Uma das invencionices de Ruy. Fez o que pôde.

Eloir – 3. No papel era pra atuar mais a frente, mas não armou nem marcou. A cara do MAC no jogo.

Emerson – 3,5. Principal peça do ataque enquanto esteve em campo, único que arriscou de longe.

Naoh – 2,5. Se limitou a fazer o pivô, perdeu um gol com um chute bizarro.

Reservas:

Adauto – 4,5. Procurou a bola quando entrou, mas foi insuficiente pra reação do MAC.

Michel – 4,5. Entrou e resolveu o problema da lateral direita.

Jonas – 3. Nada fez.

Técnico Ruy Scarpino – 0,1. Escalou muito mal a equipe. Inventou Curuca de meia-atacante e não pôs os volantes para cobrir os laterais. Abdicou do meio-campo no jogo. Tentou corrigir no intervalo, mas o Operário estava postado na defesa e não deu chances.

Deixe uma resposta