O Moto parecia que encerraria o tabu de não vencer fora de São Luís. Mas, pela terceira vez na Série C, o Rubro-Negro sofreu um gol após os 40 do segundo tempo e viu o triunfo por 1 a 0 se transformar em um amargo empate com o Confiança e a tranquilidade que viria continuar como uma tensão na luta contra o rebaixamento para a Série D.

O Moto agora segue com 12 pontos, mesma pontuação do Confiança, que está na zona de rebaixamento, e apenas um ponto a mais que o ASA. Com uma sequência contra o CSA e Botafogo-PB antes do confronto direto contra o Fantasma alagoano, o Rubro-Negro precisará arrancar pontos diante do líder e dos paraibanos, que no momento, acumulam cinco derrotas consecutivas.

No geral o jogo foi uma partida de poucas chances. O gol do Moto veio somente no segundo tempo, quando Danillo Bala invadiu a área e foi derrubado. Na cobrança de pênalti, Vinícius Paquetá abriu o placar no Batistão. Quando o jogo parecia caminhar para o triunfo inédito fora de São Luís, Frontini empatou a partida aos 46 do segundo tempo, dando números finais ao jogo.

Foi a terceira vez que o Moto sofre um gol após os 40 do segundo tempo. Anteriormente o time empata em 1 a 1 com o ASA e 2 a 2 com o Remo, mas viu os adversários garantirem a vitória nos minutos finais. Com o tropeço desta segunda-feira, são quatro pontos perdidos no fim do jogo, que se fossem confirmados deixariam a equipe em uma situação bem mais confortável e mais ambiciosa na Série C.

Deixe uma resposta