Mesmo com um a mais por 30 minutos, o Sampaio não ofereceu perigo ao Fortaleza. A derrota por 3 a 0 encerra a invencibilidade do Tricolor fora de casa e deixa o time fora do G-4 da Série C, dessa vez ocupando a sexta colocação com oito pontos.

A expulsão do volante Éverton, que foi o principal lance do primeiro tempo, foi corretíssima. A vantagem de um homem a mais poderia indicar um caminho para o Sampaio tentar pressionar o Leão, o que não ocorreu nos 45 minutos iniciais do jogo.

Sempre acuado, a estratégia do time comandado por Francisco Diá era apostar na velocidade, principalmente de Hiltinho pela direita. O problema que logo aos dois minutos da etapa final, Alex Alves deu um rebote no pé de Lúcio Flávio, que abriu o placar.

Mesmo com um homem a mais o Sampaio não criava nada. A saída de bola se resumia a tentativa de lançamentos para Hiltinho resolver no mano a mano. A melhor chance, foi uma cobrança de falta de Gian, defendida por Marcelo Boeck. Acabou o jogo ofensivo do Sampaio.

A expulsão de Hiltinho, que pode ser considerada discutível, mas foi com o mesmo critério do pé alto utilizado para Éverton, desistabilizou ainda mais o time. Uma nova bola cruzada na área, saída errada de Alex Alves e a zaga perdida, Lúcio Flávio fez 2 a 0. Ainda teve tempo de Pedro Carmon, com um minuto em campo, fazer 3 a 0 e matar o jogo.

A derrota e o placar foram reflexo da inoperância do Sampaio em campo. Além disso, o resultado negativo, reflete no saldo de gols do time maranhense, que despenca para -3, ficando como a pior equipe com oito pontos até aqui. Diá terá como principal desafio ajustar a defesa para o confronto contra o Salgueiro, onde buscará a recuperação na Série C.

Deixe uma resposta