*Por Rafael Bayma (em Fortaleza)

 

Alex Alves – 2. Bom primeiro tempo. Seguro e tranquilo. Não teve culpa alguma no primeiro gol, nem no terceiro. Mas no segundo… Matou o time ali…
Roniery – 4,5. Mais plantado atrás, sofreu menos que de costume na marcação. Ainda assim tomou amarelo para matar contra ataque e foi substituído.
Fredson – 3,5. Vinha fazendo boa partida, firme. Até falhar, junto com todo sistema defensivo no gol que abriu o placar.
Maracás – 3,5. Mesmo do companheiro.
Esquerdinha – 3. Também mais preocupado com a defesa que o ataque, vinha bem, como todo time, até saírem os gols.
César Sampaio – 5. Vacila em algumas, vai bem em outras.
Valderrama – 5. Assim como César, alterna entre o modo ligadissimo e o disperso.
Hiltinho – 3,5. Sempre conduzindo o time, por vezes segurando a bola mais do que deveria. Deu mole ao levantar pé na dividida. Talvez não fosse lance para expulsão, mas…
Marlon – 5,5. Boas investidas, caindo pelos dois lados. Sempre deu opção para o ataque Boliviano e trabalho para a defesa cearense.
Reginaldo Junior – 3. Apagado.
Isac – 1,5. Se a bola não aparecer dentro da pequena área, sem marcador, pra ele marcar, é um a menos em campo.

Reservas:

Igor Fernandes – 4,5. Deu uma leve correria na defesa Cearense.
Gian – 5. Teve grande chance de empatar o jogo em cobrança de falta, defendida pelo arqueiro adversário. Mas demora demais a fazer cruzamentos com bola rolando.
Felipe Marques – sem nota.

Técnico Francisco Diá – 5. Alterou o esquema com 3 volantes que comprovadamente vinha bem. Talvez por conta do cansaço e administração do elenco. Fez boas alterações. A sua grande falha hoje fica pela indicação de Alex Alves